07 Fev

Para garantir o ensino não presencial

  • gallery
  • gallery

CIOR DESMANTELA NOVAMENTE SALAS DE INFORMÁTICA PARA DISTRIBUIR COMPUTADORES AOS SEUS ALUNOS MAIS CARENCIADOS

A Escola Profissional CIOR, de Vila Nova de Famalicão, procedeu ao desmantelamento de algumas salas de informática para distribuir os respetivos equipamentos informáticos pelos seus alunos mais carenciados.

À semelhança do ocorrido em março do ano passado, com a implementação nesta semana da modalidade de ensino à distância como “alternativa de recurso ao ensino presencial”, a CIOR, por uma “questão de consciência educativa, cívica e de responsabilidade social “seguiu mais uma vez o lema “Ninguém pode ficar para trás”, justificou, propósito, José Paiva, diretor pedagógico da Escola.

Para este responsável, apesar de reconhece que “nada pode substituir o ensino presencial, ato maior da dinâmica educativa e do processo de ensino e aprendizagem em termos vivências, metodologias, estratégias, avaliação e resultados” torna-se necessário, nesta situação de crise e de emergência, “reforçar práticas de inclusão e de solidariedade através de todos os meios ao nosso alcance”, pensando em todos, muito particularmente nos alunos mais desamparados e em situação de maior e vários tipos de vulnerabilidade.

Neste contexto de ensino à distância, a CIOR elaborou e distribuiu um manual de apoio pelos seus alunos e encarregados de educação contendo boas práticas, conselhos, normas e recomendações no sentido de aproveitar e potenciar este momento de ensino alternativo, centrado na sua maioria nas aulas teóricas.

Em todo este “complexo e desafiante processo logístico” a CIOR agradece o apoio da Câmara Municipal, facto traduzido na disponibilidade de conetividade à internet de alunos carenciados, registou José Paiva.

Deixe uma mensagem.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *