cior
/

Menu

App Android

A CIOR no teu smartphone ou tablet android.

Untitled Document

Untitled Document

Para conhecer a escola e contactar com os alunos de S. Tomé e Príncipe

PRESIDENTE DA CÂMARA DE LOBATA VISITA A CIOR

 

“Sou aluna finalista do curso de animação sociocultural, quando terminar quero voltar para S. Tomé. Há trabalho para mim, Senhor Presidente?” A esta pergunta direta, Policarpo Freitas, Presidente da Câmara do distrito de Lobata, de S. Tomé e Príncipe, não só disse que sim, como adiantou de imediato que “não faltará trabalho para os alunos santomenses que estão a frequentar diferentes cursos profissionais na Escola Profissional CIOR” acrescentando que “ é fundamental que os alunos depois de formados voltem para a sua terra, pois darão por certo um forte e precioso contributo no desenvolvimento educativo, social, cultural e económico das nossas comunidades”.

Policarpo Freitas, Presidente da Câmara de Lobata, cidade/município geminado com V. N. de Famalicão, visitou, no passado dia 21, a Escola Profissional Cior a convite da direção deste estabelecimento de ensino.

Numa reunião de trabalho, que antecedeu uma visita às instalações da escola, com a presença de todos os alunos de S. TOMÉ e direção da escola, o autarca tomou conhecimento do projeto educativo e formativo da Cior, da sua oferta formativa, bem como projetos e dinâmicas desenvolvidos no município e na região. Amadeu Dinis, diretor da Escola, realçou a importância desta visita, referindo que “a Cior para além de proporcionar a educação e formação a estes jovens em termos de aprendizagens, conhecimentos e competências”, está também a “formar cidadãos “que deseja que sejam “responsáveis, intervenientes e interlocutores do desenvolvimento nas suas diferentes dimensões”. Paralelamente para este responsável “a Cior está a contribuir para o fortalecimento das relações no espaço da lusofonia”.

Estes dois responsáveis aproveitaram ainda o momento para articular alguns projetos e ações de cooperação devidamente enquadradas no protocolo de geminação existente entre V. N. de Famalicão e Lobata. No início da tarde, o autarca santomense foi recebido, na Câmara Municipal, pelo presidente, Paulo Cunha.

A escola profissional Cior é frequentada por 15 alunos provenientes de S. Tomé e Príncipe, distribuídos pelos cursos de animação sociocultural, energias renováveis e instalações elétricas, sendo-lhes garantidas as condições de alojamento e alimentação, a par de outros apoios. Refira-se também que a escola é frequentada por outros alunos dos PALOP(s) no âmbito de protocolos de cooperação em vigor entre a Cior, o MEC, a Fundação Portugal/África e respetivos ministérios da educação dos países em questão.

Videos

Galeria

:: CIOR::
Anterior | [1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] | Próxima