Um Projeto com Identidade

 

 

A Escola Profissional CIOR é um projeto educativo, formativo e sociocultural permanentemente aberto, dinâmico e inovador.

 

É um projeto que se tem consolidado na experiência, na cooperação institucional e na procura sistemática de novos paradigmas que o tornam único, moderno e de qualidade.

 

Tanto ou mais que uma escola profissional, a CIOR é um agente e um parceiro ativo no desenvolvimento da comunidade local e regional onde se insere e quer servir, respondendo aos desafios da qualificação dos recursos humanos, da modernização e da competitividade do tecido socioeconómico e empresarial como fatores de progresso, coesão social e bem-estar.

 

A imagem de credibilidade e de referência que nos têm atribuído resulta da educação e formação que já ministrámos a milhares de jovens e cidadãos, do aproveitamento e rentabilização dos nossos recursos técnicos e humanos, da ligação permanente ao tecido empresarial e às suas solicitações e necessidades, das parcerias privilegiadas que procuramos e sabemos manter, do diálogo institucional em que somos respeitados, enfim… dos desafios que gostamos de enfrentar e de vencer.

 

Porque, para nós, os projetos têm sempre futuro.

 

Temos um património feito de saber, de experiência e de competência.

 

Somos uma Escola com Identidade!

 

 

Amadeu Dinis

Diretor

ORIGENS

OLHAR O PRESENTE, IDENTIFICAR O FUTURO

Nos finais dos anos 80, em torno de uma ideia, criou-se uma marca e delineou-se um projeto ativo, partilhado, dinâmico, aberto e envolvente.

 

O CIOR – Centro de Informação e Orientação – surgiu como um serviço e uma prática dirigidos aos jovens, às suas necessidades e ambições. Novos olhares baseados em diferentes paradigmas, para seguir um destino.

 

A escola, o trabalho, a profissão, novas experiências, metodologias e conhecimentos. A teoria e a prática.

A escola e a empresa. A formação profissional. O trabalho. O saber e o saber-fazer, mas também o saber ser. A formação. Os estágios. Os profissionais qualificados para responder às necessidades do mundo do trabalho em transformação e às realidades do tecido socioeconómico e empresarial.

 

Seguidamente, a CIOR, tal como a identificamos, foi criada em 11 de setembro de 1991 ao abrigo do PROAVE – Operação Integrada do Vale do Ave – nos termos do Dec. Lei nº 26/89 de 21 de janeiro. Com base numa parceria institucional, tendo como entidades promotoras a Câmara Municipal de V. N. Famalicão e a Escola Secundária D. Sancho I, iniciou um projeto educativo, formativo e sociocultural, consolidado ao longo dos anos, com determinação, identidade, inovação e qu Nos inícios do ano letivo 1991/1992, com dois funcionários e meia dúzia de professores/formadores e com o Curso Profissional de Técnico Serviços Comerciais/Comércio Externo, repartimos as instalações pelo Centro de Apoio à Juventude, pela Escola Secundária D. Sancho I e, mais tarde, ocupámos uma parte da unidade fabril Silma.

 

No ano letivo 1992/93, abrimos o Curso de Técnico de Gestão do Ambiente /Recursos Hídricos criando um polo na Casa do Povo de Nine, que funcionou até 1996.

 

A partir de 1993, já com mais os cursos Técnico de Serviços Comerciais/Vendas e Técnico de Eletrónica/Comando, adaptámos salas e escritórios a salas de aula num edifício na Av. General Humberto Delgado e num Centro Comercial, nesta cidade.

 

Em 1996, e para fazer face a novas exigências e desafios, passámos a ocupar as atuais e modernas instalações, devidamente equipadas, através de uma candidatura e financiamento, no âmbito PRODEP.

De acordo com a legislação em vigor, a CIOR é uma pessoa coletiva, sem fins lucrativos, gozando de prerrogativas de pessoa coletiva de utilidade pública. A sua atividade está sujeita à tutela científica, pedagógica e funcional do Ministério da Educação.

 

Presentemente, a CIOR é propriedade da Cooperativa de Ensino de V. N. Famalicão, C.R.L. fundada em 7 de julho de 1999, ao abrigo do Dec. Lei nº 4/98. Atualmente é frequentada por 400 alunos, tendo ao seu serviço 36 professores/formadores e 28 funcionários.

Ao longo destes anos, diversificámos a oferta formativa, pelas áreas de serviços, energias, mecânica e qualificámos milhares de jovens. Estabelecemos redes e parcerias estratégicas. Promovemos o diálogo interinstitucional. Consolidámos o nosso projeto. Como atores e parceiros do desenvolvimento local e regional, somos reconhecidos como uma Escola de mérito e de prestígio. Como organização de economia social construímos um património que já é pertença da nossa comunidade educativa e da região.

 

 

Manuel de Araújo,

Membro da Direção